Morre atriz sueca Bibi Andersson, musa de Ingmar Bergman

A atriz sueca Bibi Andersson, conhecida por seus papéis nos filmes do diretor e compatriota Ingmar Bergman, morreu neste domingo aos 83 anos, informou sua filha Jenny Grede Dahlstrand à AFP. Bibi estrelou vários clássicos de Bergman, como O Sétimo Selo (1957), Morangos Silvestres (1957) e Persona (1966). Neste último, a atriz interpreta Alma, enfermeira que se envolve em uma profunda amizade com a paciente em choque, vivida por Liv Ullman.

A atriz começou a trabalhar com o diretor quando tinha apenas 15 anos de idade, em anúncios da marca de sabonetes sueca “Bris”, dirigidos por ele.

Ela recebeu vários prêmios, entre eles o Urso de Prata de melhor atriz no Festival Internacional de Cinema de Berlim em 1963 por seu papel em A Amante Sueca, de Vilgot Sjoman (1962).

Veja também

  • EntretenimentoCinco filmes para conhecer – e admirar — Ingmar Bergman14 jul 2018 – 09h07
  • EntretenimentoBergman, o complicado homem para além do mito do cinema5 ago 2018 – 08h08

Seus primeiros créditos cinematográficos vieram em 1951, mas ela continuou trabalhando e estrelando em filmes até 2009, quando sofreu um derrame que paralisou um lado de seu corpo.

“Bibi deixa um grande vazio para cada um de nós que teve o privilégio de estar perto dela”, disse Grede Dahlstrand.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *